Escolha a localização

Negro Gerson Sua vida Sua Glória Caboclo 7 Montanhas - Umbanda - Fortaleza

25,00R$
Adicionado 23 de março
Recomendar Denuncia Anúncio Imprimir esta Página Adicionar aos favoritos

Quando nego vivia na carne, era escravo, e trabalhava muito. Não recebia pelo o que fazia, comia os restos dos senhores, isso quando eles nos davam o que comer. E por qualquer motivo, levavam nego para o tronco, amarravam e batiam. O chicote cortava nosso couro. E era para agüentar as dores sem gritar, porque se gritasse as chicotadas eram dobradas. Então, Nego fechava os olhos, engolia o choro, a ira... Não se podia ter ódio dos senhores. Além disso, os Orixás que lhes orientam hoje, já nos orientavam e nos acalentavam naquelas épocas. Quando eles baixavam, diziam que nós não podíamos ter ódio, nem mágoa. "Porque o ódio no coração, trás tristeza para nossos espíritos", e para eles, que se afastariam de nós, E nos deixariam á mercê dos senhores. Por isso, é que não devemos acalentar magoas.

Quando o chicote ardia nas costas, eu fechava os olhos e pedia ao Criador que abrandasse a dor das chicotadas e as dores da alma.

Quando eles terminavam, nego banhado de sangue e suor, era desamarrado; Caía de fraqueza no chão. Então, nossos irmãos corriam, pegavam Nego e levava para a senzala, onde a preta curandeira passava ervas para secar o sangue. Pois a dor, Nego já não sentia mais.

Hoje, o sofrimento, as dores de vocês, nem se comparam com as nossas; Se torna mais fácil de recompor, pois vocês são livres, livres para decidir vossos destinos, não estão presos no tronco e podem recorrer a nós, a qualquer hora.

Negro Gerson.


caboclo nego gerson


Estado: Ceará
Cidade: Fortaleza